top of page

Leia aqui um poema de "meu desejo", de Júlia Batista B. Farias:

 

Uma nota sobre incêndios

 

quando meus cachos se emaranham

nem sempre consigo desfazer os

nós, grossos e finos

fios que se agarraram

num sono descuidado.

 

com custo, puxo

aos prantos, arranco

 

sopro ao vento, à cura

de seus movimentos.

 

no meio do lamento

emperrou-se minha porta

para sair do quarto

foi preciso arrombá-la

aos chutes porradas

até destruí-la, e

comprar uma nova.

 

flutuam os fios

a poeira se estende…

e enquanto dançam as cinzas

um sábio sabiá assovia

cantando no meu ombro

sublinhando o fim que já sabia:

 

alguns incêndios, minha filha,

não têm jeito

tem que deixar queimar.

meu desejo, de júlia batista b. farias

R$ 45,00 Preço normal
R$ 40,00Preço promocional
  • Júlia Batista B. Farias (São Paulo, 1996) é escritora, pesquisadora, candomblecista e uma paulista alla mineira. É formada em Letras-Português/Italiano pela USP, onde faz mestrado em Literatura Brasileira, cuja dissertação examina o romance Água funda (1946), de Ruth Guimarães. O seu interesse crítico-literário volta-se majoritariamente à literatura  feminina de autoria negra, e, entre 2022-2023, compôs o “Grupo de Estudos em Escrevivência - Corpus estéticos em diferença", coordenado pela escritora e Profa. Dra. Conceição Evaristo na Cátedra Olavo Setubal de Arte, Cultura e Ciência (IEA-USP). Enquanto escritora, publicou poemas em revistas eletrônicas e nas antologias Do que ainda nos sobra da guerra e outros versos pretos (Editora Ipê Amarelo, 2021) e Estamos aqui — antologia de jovens poetas negros (Cult Editora, 2022). Em 2021, participou da antologia de minicontos Negociata na penumbra (Editora Ipê Amarelo). Meu desejo é o seu primeiro livro de poesia.

bottom of page