top of page

Leia aqui um poema de "a curiosidade cutuca a coragem", de Carol Sarleto:

 

“é menina!”

 

o que vem depois dessa frase dita pela pessoa

que leu a ultrassonografia?

o que vem depois do “é menina”?

 

alguns lamentam, outros pulam de felicidade

essa afirmação vem acompanhada

de muitas expectativas

e amarras:

porque você é menina,

você não pode jogar futebol

você não pode cortar o cabelo

você tem que casar virgem

você tem que saber cozinhar

você precisa saber se maquiar

 

você não pode se apaixonar por uma menina:

você já é a menina

 

você não pode usar essa roupa,

está muito masculina ou muito curtinha,

você é menina!

 

de quantas coisas fomos privadas por sermos

meninas

e de quantas mais seremos privadas

ao nos tornamos

mulheres?

 

a gente pode mesmo alguma coisa

além de obedecer?

 

mas

se sou mulher como sou hoje

é porque outra lá atrás já desatou os nós

se qualquer menina conseguir ser mulher

do jeito que quiser amanhã, nisso terá um dedinho

 

ser menina é desatar e cortar à luz do dia

os nós covardemente amarrados

nos momentos mais obscuros da história

nos momentos mais frágeis de nossas vidas.

 

e, graças a isso, ser menina é pouco a pouco

cada vez melhor,

cada vez mais fácil.

porque toda vez que alguém anuncia

“é menina!”

todas as mulheres ganham vida outra vez.

a curiosidade cutuca a coragem, de carol sarleto

R$ 45,00 Preço normal
R$ 40,00Preço promocional
  • Carol Sarleto (1995) é baiana, nascida na cidade de Salvador. Possui formação em Jornalismo, é escritora e ilustradora. Uma criatura curiosa por se desvendar e que, depois de tanto cutucar, encontrou na escrita a coragem para ser quem é.

bottom of page