top of page

Leia aqui um poema de "cróceo", de Carmen Lobato:

 

CRÓCEO

 

Saudade de quando o mundo era nosso

Eu me embriagava em teus olhos

E tu me sorrias sóbrio

Cróceo,

Esqueceste teu relógio de propósito

E por um segundo a mais eu te imploro

Cróceo,

Afundei meu caule em óleo

Tuas lágrimas não me molham

E da tua seca só sobrou em mim destroços

Cróceo,

Que eu era insuficiente era óbvio

Mas eu te rogo

Não deixe os urubus roerem os meus ossos.

cróceo, de carmen lobato

R$ 45,00 Preço normal
R$ 40,00Preço promocional
  • Carmen Lobato é a persona de quem só queria passar despercebida com um tanto de poesias. Autêntica e controversa, começou a escrever o que conversava sozinha em sua cabeça. Além das poesias, roteiros e asneiras, Carmen também se dedica à fotografia e ao audiovisual para compor sua estética.

bottom of page